UnitMed - Centro de Simulação Realística

UnitMed tem Centro de Simulação Realística em Aracaju

Pela primeira vez, Sergipe recebe um Centro de Simulação Realística que possibilitará aos estudantes da área da Saúde da Universidade Tiradentes uma melhor capacitação em relação ao atendimento clínico e de urgência. O laboratório, localizado no Centro de Especialidades Médicas (UnitMed) no Bairro Coroa do Meio, em Aracaju, é o primeiro centro no Estado a simular sintomas clínicos e sinais vitais de um paciente.

UnitMed - Centro de Simulação Realística
UnitMed – Centro de Simulação Realística

“O Centro de Simulação Realística é um grande avanço para o Estado de Sergipe. A instituição investe para dar condições necessárias para os alunos poderem se aperfeiçoar e saírem grandes profissionais”, afirma o coordenador do UnitMed, Aderbal Francisco de Brito. Segundo o coordenador, existem poucos centros como este no País. “Atualmente existem quatro ou cinco centros de simulação realística no Brasil”, pontua.

O espaço dispõe de computadores, dois manequins (um adulto e um infantil), dois miniauditórios, salas de debriefing para que os alunos possam acompanhar o atendimento realizado por outros estudantes na sala de simulação e equipamentos necessários para a realização do atendimento. A aula também é gravada para possibilitar a discussão das atividades realizadas na sala de simulação em um segundo momento por alunos e professor. Dentre os diversos tipos de atendimentos que os estudantes realizarão na sala de simulação estão, por exemplo, intubação, reanimação e administração de medicamentos. Ao todo, os investimentos em estrutura chegam a R$ 1 milhão.

Para aproveitar ao máximo as possibilidades de aprendizagem no laboratório, docentes da área da Saúde da instituição participam até a próxima terça-feira, 11 de fevereiro, de uma capacitação. O treinamento é dividido em dois momentos, o primeiro com a explicação do programa para utilização do simulador e um segundo na sala de simulação com os manequins. “É um simulador de alta complexidade. Aqui, o aluno terá a oportunidade de entrar em contato com a clínica antes de ir para o hospital, trabalhará os protocolos de atendimento, habilidades de comunicação e tornará a simulação o mais real possível”, explica a consultora da empresa Laerdal e responsável por ministrar a capacitação, Fernanda Paula Moreira Silva.

UnitMed - Centro de Simulação Realística
UnitMed – Centro de Simulação Realística

A previsão é que os estudantes comecem as aulas no laboratório a partir de março. A princípio, o laboratório será destinado para discentes do curso de Medicina. O instrutor técnico do UnitMed, Dr. Luis Eduardo Prado, leciona a disciplina Ginecologia e Obstetrícia no curso de Medicina e acredita que a utilização dos simuladores de pacientes será um grande avanço no aprendizado de alunos e professores.  “Hoje faríamos o atendimento direto em hospitais, em pacientes vivos. O treinamento possibilitará o aluno ir para os hospitais com este tipo de conhecimento. Todos os professores estão extremamente estimulados para vivenciar este desenvolvimento. É um avanço se comparado com as faculdades tradicionais de Medicina”, acredita o docente.

Para a coordenadora de Enfermagem do UnitMed e do Centro de Simulação Realística, professora Dayse Rosangela Marques, a implantação do simulador contribuirá para diminuir o número de erros do aluno quando estiver atuando no mercado profissional. “Já foi constatado cientificamente que realmente dar certo. Diminui muito a quantidade de erros na prática com relação aos procedimentos clínicos e cirúrgicos. A implantação do Centro de Simulação Realística é para evitar erros. O aluno terá a oportunidade de treinar nos bonecos, em um ambiente tranquilo e, quando forem para a prática, estarão melhores preparados”, acrescenta Dayse Marques.

A Alldattia participou da concepção do projeto e executou, junto dos profissionais do hospital, das construtoras contratadas e dos fornecedores de equipamentos, um projeto exclusivo, intuitivo e de simples operação que beneficiará, além de equipes médicas em contínuo aperfeiçoamento, enfermeiros, técnicos em enfermagem e, principalmente, os pacientes.